Responsabilidade Ambiental: como adequar sua empresa às normas

17 minutos para ler

Com o passar do tempo, a preocupação com o meio ambiente vem aumentando devido aos alertas do aquecimento global e a escassez dos recursos naturais. Toda essa atenção remete à importância da sustentabilidade nos dias atuais.

Frente a um mercado cada vez mais exigente e amplo, no qual a produção acontece em escala global, a responsabilidade ambiental não é apenas uma exigência, mas uma necessidade para garantir o futuro e a qualidade de vida.

Neste post, apresentaremos tudo sobre a responsabilidade ambiental, sua importância para as empresas e o meio ambiente, além da relevância de contar com um data room virtual para aprimorar e adequar as normas e questões ambientais ao universo corporativo. Continue a leitura e confira!

O que é responsabilidade ambiental?

Responsabilidade ambiental se resume ao compromisso de um empreendimento em relação ao meio ambiente e à sociedade, abrangendo obrigações legais e econômicas.

É uma conduta que está diretamente ligada às ações que propõem o desenvolvimento de atividades econômicas, preservando o meio ambiente e os recursos naturais — em conformidade com o estabelecido por lei.

Em qualquer vertente da economia, a discussão em relação à sustentabilidade tomou proporções globais. Certo é que cada tipo de negócio — industrial, comercial ou e-commerce — deve se inserir na responsabilidade ambiental para desenvolver bem suas atividades.

Portanto, a responsabilidade ambiental e a economia caminham lado a lado, favorecendo um crescimento sustentável, tendo os impactos minimizados pela preservação do meio ambiente.

O que é ter responsabilidade ambiental empresarial?

Significa abranger as práticas sustentáveis, os clientes, colaboradores, prestadores de serviços e fornecedores, de forma que todos os processos produtivos e administrativos prezem pela ética e respeito ao meio ambiente.

A empresa deve promover a mudança de hábitos e melhorias em suas atividades para chegar à sustentabilidade. É aplicável em todos os tipos de negócio e reflete como a empresa e as atividades a ela relacionadas interagem com o meio ambiente.

Diante de um cenário assustador, ter responsabilidade ambiental, mais que um dever, se tornou uma conscientização de que preservar o meio ambiente pode trazer economia nos custos — aquisição de equipamentos e máquinas mais econômicos — e favorecer as estratégias de marketing.

Como lidar com as políticas, ações e resultados com responsabilidade socioambiental?

Falar em políticas, ações e resultados da responsabilidade remete logo à teoria e longos discursos, entretanto uma empresa que adota em seu cotidiano uma política sólida e ações positivas para o bem-estar ambiental demonstra seu comprometimento com a responsabilidade socioambiental.

Empreendimentos que fazem uso de uma política e ações ambientalmente corretas para produzir, comercializar, gerir processos administrativos e estão comprometidos com os requisitos legais chegam a resultados satisfatórios, tornando a empresa responsável, ou seja, produzindo sem comprometer o meio ambiente.

O primeiro passo para chegar à responsabilidade ambiental é instituir e disseminar políticas e práticas que focam na cultura da preservação e na sustentabilidade, a todos os envolvidos, para que, assim, sejam multiplicadores de resultados positivos.

A responsabilidade socioambiental pode ser um diferencial estratégico para a empresa. É importante destacar que uma política ambiental bem aplicada pode trazer benefícios comerciais, além de reduzir custos com insumos e matéria-prima, como energia e água.

Como adotar diretrizes com responsabilidade socioambiental?

As premissas e diretrizes para a responsabilidade podem ser desenvolvidas, adaptadas e seguidas por empresas de todos os portes. Mudar a cultura, adotar valores, disseminar e envolver a todos que estejam — direta ou indiretamente — ligados à empresa são etapas fundamentais de todo o processo.

Uma das importantes diretrizes para a responsabilidade socioambiental é a valorização pessoal. Os funcionários são parte imprescindível no desenvolvimento de qualquer empresa e a motivação deles é a chave para o sucesso em vários aspectos, inclusive o ambiental.

O bem-estar dos funcionários proporciona melhor atendimento às regras, leis e procedimentos internos. No que diz respeito ao meio ambiente, um exemplo bem-sucedido na empresa fará com que o profissional adote práticas sustentáveis na vida fora do trabalho.

Tomar decisões em prol do meio ambiente e fazer processos mais sustentáveis e sem desperdícios é uma postura essencial não somente para gerar economia na empresa, ou atender requisitos legais, mas para implantar uma cultura responsável.

Implementar mecanismos que tornem as atividades menos agressivas ao meio ambiente são diretrizes importantes e que, quando aplicadas, causam impacto positivo:

  • redução de resíduos sólidos;
  • incentivo ao consumo consciente de água e energia;
  • reutilização de papel;
  • descarte adequado;
  • reciclagem de materiais.

Uma gestão comprometida com o meio ambiente deve se preocupar com o bem comum a todos. Transparência nos processos relacionados ao meio ambiente e à sociedade é uma diretriz para a empresa ter responsabilidade ambiental.

É importante estar de acordo com a regulamentação do governo?

Ao tratar da regulamentação do governo em relação à responsabilidade ambiental, o Ministério do Meio Ambiente desenvolve políticas para a produção e consumo sustentável no intuito de guiar o empreendedor a estabelecer práticas sustentáveis em todos os produtos e serviços.

Parte fundamental da responsabilidade ambiental é a conformidade com os requisitos legais que foram desenvolvidos para reger as atividades econômicas no uso de recursos naturais, gerações de resíduos e emissão de poluentes. Estar em dia com as leis é um sinal de que a empresa se preocupa com o meio ambiente.

A regularização é crucial para qualquer empresa, pois evita penalidades e sanções previstas nas legislações em caso de descumprimento. Além do mais, caso algum dia a empresa opte por um processo de M&A ou auditorias, estará com tudo correto.

Como colocar a responsabilidade ambiental em prática?

Uma empresa responsável é aquela que executa os preceitos da responsabilidade ambiental e chega a resultados expressivos nos seus processos, assegurando o desenvolvimento sustentável, atendimento às leis e qualidade de vida dos funcionários.

A responsabilidade ambiental pode ser um diferencial competitivo, observado que, cada vez mais, tanto o mercado quanto os excelentes profissionais procuram por empresas sustentáveis e que tenham respeito ao meio ambiente.

Os impactos causados pelo descumprimento e retrocesso das questões ambientais em uma empresa podem ser catastróficos no meio empresarial. Além das sansões previstas nas legislações, ao não atender aos requisitos, a imagem da empresa no mercado ficará seriamente comprometida.

Para atingir os aspectos suficientes, é preciso contar com um bom planejamento, apoio para atender às questões legais e boas ferramentas de gestão. Pensando nisso, veja a seguir algumas ações para ter bons resultados na responsabilidade ambiental empresarial.

Trocar lâmpadas por modelos de LED

Algumas ações simples podem fazer uma grande diferença para o meio ambiente e reduzir os custos da empresa. Uma delas é substituir as lâmpadas convencionais por modelos LED, pois elas têm maior durabilidade e não emitem poluentes.

As lâmpadas LED consomem menos energia se comparando com as incandescentes e fluorescentes, além de uma vida útil até cinco vezes maior. As vantagens das lâmpadas de LED vão além da economia e maior luminosidade — elas não têm mercúrio em sua composição, facilitando a destinação final do resíduo.

A iluminação é fator constante em uma empresa, seja de qualquer setor. Aderir a meios que economizem energia faz toda a diferença no valor da conta. As lâmpadas de LED são um investimento de retorno certo, tanto ambiental quanto financeiro.

A empresa, além de economizar muito com práticas sustentáveis, demonstra consciência ambiental para seus fornecedores, clientes e funcionários e os incentiva a seguir o mesmo caminho.

Substituir equipamentos obsoletos por modelos com mais eficiência

A substituição de um equipamento é um conceito que precisa ser estudado minuciosamente. Devido ao avanço da tecnologia, o mercado oferece diversos equipamentos, mais econômicos, menos poluentes e, na maioria das vezes, até mais eficientes.

Investir em um equipamento moderno agiliza o desenvolvimento das atividades por um consumo menor de energia e redução na geração de resíduos sólidos ou efluentes líquidos. Eliminar equipamentos obsoletos e supérfluos é uma opção inteligente para economizar e contribuir com o meio ambiente.

Realizar a manutenção de equipamentos

A manutenção em equipamentos é fundamental para acompanhar o estado e garantir funcionamento pleno do equipamento e que não há desperdícios. Ela assegura que o equipamento está em boas condições de uso e que terá produtividade sem o consumo exorbitante de matéria-prima e recursos naturais.

O ideal é realizar manutenções preventivas periódicas, pois essa é uma prática que reduz significativamente a possibilidade de falhas e perdas que podem gerar impactos ambientais significativos.

Manter um equipamento monitorado por manutenções regulares é um procedimento que evita o consumo excessivo de recursos naturais, como a energia, por exemplo. Esse fator merece atenção para uma gestão responsável levando em conta não apenas o ambiente interno, mas todo o reflexo no mundo exterior.

Evitar vazamentos de gases poluentes

Principal causador do efeito estufa com bruscas alterações climáticas, a emissão de gases é uma grande vilã do meio ambiente. O dióxido de carbono — composto químico que pode desequilibrar o efeito estufa — é um exemplo de gás que deve ter a emissão reduzida.

Uma forma de evitar a emissão de gases prejudiciais ao meio ambiente é planejar com eficiência o uso de veículos: flexibilizar o horário de trabalho, incentivar o compartilhamento de caronas entre funcionários, promover reuniões por teleconferências para evitar o deslocamento constante, entre outros cuidados.

O uso de energia limpa (energia que reduz o impacto ambiental) e a utilização de combustíveis fósseis é tendência para o futuro, com o objetivo de reduzir o desperdício. Existem várias opções no mercado de sistemas de energia solar que atendem grande demanda e são eficientes.

As fontes de energia limpa reduzem notavelmente a emissão de gases poluentes e, apesar do valor de investimento em um sistema de energia alternativa ser considerado elevado, o retorno é certo e ajuda a consolidar a imagem da empresa.

Tratar efluentes

A importância do tratamento dos efluentes está diretamente ligada à contaminação dos cursos d’água e a escassez da água que é um recurso essencial para a vida e utilizado em várias atividades nas empresas, seja em processos produtivos ou para o consumo humano.

Em áreas administrativas, os efluentes gerados, majoritariamente, por via sanitária, é importante garantir que o lançamento esteja ligado à rede coletora do município e encaminhado para estações de tratamento.

Cabe ressaltar que efluentes sanitários não devem ser lançados em rede coletora de água pluvial. Garantir que todos os efluentes sejam tratados antes de serem lançados na natureza é um dos pontos imprescindíveis para a responsabilidade ambiental.

Para os efluentes industriais, o ideal é sempre buscar o tratamento e reuso da água nos processos produtivos. Assim, se economiza e evita o descarte inadequado na natureza. Em todos os casos, é fundamental que as leis ambientais sejam devidamente respeitadas.

Se a empresa deseja ir além e agir de forma ainda mais sustentável, adotar um sistema de captação, tratamento e utilização da água da chuva é um grande avanço, uma prática louvável e para muitos, um exemplo seguido.

Destinar corretamente rejeitos e resíduos sólidos

O gerenciamento dos resíduos sólidos compõe parte de destaque no cenário ambiental. Empresas tendem a gerar grandes quantidades de resíduos pelo excesso de embalagens e desperdício causando grande impacto ambiental devido ao consumo de energia, desmatamento e saturação dos aterros sanitários.

Uma empresa responsável trabalha na redução da geração de resíduos sólidos desde a conscientização dos funcionários até a separação e destinação final correta dos resíduos com objetivo de reduzir, reutilizar e otimizar a reciclagem.

Para isso, uma ferramenta eficaz é a coleta seletiva que tem o intuito de separar os resíduos por tipo e classe na fonte geradora com armazenamento em recipientes distintos para a correta destinação final.

Nesse processo, somente os rejeitos são descartados, geralmente em pequenas quantidades e destinados para os aterros sanitários.

Estimular o uso de embalagens recicláveis, sacolas reutilizáveis, implantar recipientes para a coleta seletiva e incentivar os clientes, funcionários e prestadores de serviços a reduzir a geração de resíduos coloca uma empresa à frente na questão ambiental.

Padronizar processos de produção

O pensamento na responsabilidade ambiental deve existir desde o princípio de um processo ou atividade. Padronizar processos facilita a ação e controle ambiental para evitar gastos desnecessários e consequentes impactos ao meio ambiente.

Planejar um processo de produção pode não ser uma tarefa fácil, pois, vários são os fatores que devem ser levados em consideração para ter o máximo de produtividade e eficiência com o menor custo e dano ambiental possível.

Portanto, é essencial inserir a responsabilidade ambiental desde os primeiros passos dos processos, com matéria-prima, insumos sustentáveis e padronização para facilitar o acompanhamento e ação em caso de algum contratempo.

Reduzir o uso de embalagens

Embalagens são um grande problema ambiental por, na grande maioria, serem compostos por plásticos, que levam anos para se decompor. Se não há uma coleta seletiva implantada e eficiente, o resultado é o descarte inadequado dessas embalagens no meio ambiente.

As fontes das embalagens são diversas, desde a matéria-prima aos produtos vendidos. O ideal é que a empresa procure por embalagens sustentáveis e reutilizáveis, assim, além de economizar, o ganho ambiental é imenso.

Quando não for possível utilizar uma embalagem é aconselhável que ela seja destinada à reciclagem, evitando que seja descartada inadequadamente. Para isso é importante um trabalho forte de conscientização e acompanhamento.

Eliminar o uso de descartáveis também é uma prática indicada. Gerados em grandes quantidades, os resíduos descartáveis são, geralmente, jogados em lixo comum, o que produz danos severos ao meio ambiente.

Para evitar esse desperdício, uma ótima opção é adquirir utensílios que sejam passíveis de reutilização. A empresa pode, inclusive, personalizar com a logo institucional ou mensagens de conscientização para substituir e eliminar de vez o uso de descartáveis. 

Educar seus clientes sobre consumo consciente

Quanto maior o comprometimento da equipe com a responsabilidade ambiental melhor o resultado, e isso chega de forma positiva aos clientes. As boas práticas ambientais devem passar dos limites físicos da empresa e contagiar também àqueles que alimentam o caixa da empresa — uma mudança de cultura da preservação ambiental é benefício para todos.

Além do exemplo, o trabalho de conscientização deve ser realizado também com os clientes proporcionando maior envolvimento com a causa e demonstrando que a empresa é responsável ambientalmente e se preocupa com a sustentabilidade. Essa atitude agrega valor e confiabilidade ao produto ou serviço.

Disseminar e compartilhar os planos para a responsabilidade ambiental com os clientes é uma ideia incrível que vai produzir admiração e respeito. A imagem de uma empresa responsável em relação ao meio ambiente é essencial para atrair investidores e grandes negócios.

Treinar os funcionários sobre a importância da sustentabilidade e responsabilidade ambiental

Quanto mais orientados e comprometidos são os colaboradores da empresa maior é a facilidade para alcançar os objetivos ambientais. Para tanto é primordial treinar todos os colaboradores sobre a importância da sustentabilidade e responsabilidade ambiental.

O colaborador capacitado pratica e executa o procedimento ambiental na empresa de forma natural, com grandes chances de agir da mesma forma fora da empresa em outros estabelecimentos e na própria residência se tornando um multiplicador do bom exemplo.

Promover a educação e o treinamento constante dos funcionários contribui para um futuro sustentável e para diversas questões sociais que hoje são um problema. Por via de regra, a educação é a base da sociedade. Essa é também uma estratégia de retenção de talentos — funcionários engajados e fidelizados.

Assumir o papel na responsabilidade social

A empresa deve assumir a liderança e fornecer soluções para possíveis problemas ambientais, estar em conformidade com as leis e evitar práticas nocivas ao meio ambiente, isso é responsabilidade social, haja vista que os recursos naturais são para todos.

Por meio de abordagens inovadoras e as diretrizes para a responsabilidade ambiental as organizações têm papel importante no combate à poluição. O foco na sustentabilidade não pode ser deixado em segundo plano, é um assunto real que necessita de ações imediatas.

Como a Deallink auxilia as empresas no processo de responsabilidade ambiental?

A partir da necessidade de revolucionar as plataformas data room virtual, até então com preços abusivos e funcionalidades desnecessárias, a Deallink foi fundada após uma extensa e minuciosa pesquisa de mercado para melhorar e aumentar a competitividade de um setor desprovido de inovação e praticidade.

Com uma plataforma completa que permite o compartilhamento de dados em total segurança, confiabilidade e auditoria, a Deallink oferece também ao cliente,  suporte especializado em todas as etapas dos projetos.

Se tratando da responsabilidade ambiental, uma plataforma data room virtual agrega grandes benefícios à gestão empresarial por ser um ambiente ideal para compartilhar informações e acompanhar de perto os indicadores empresariais.

O sistema data room virtual é uma ferramenta com funcionalidades excelentes para integrar os processos e ter controle sobre cada um deles com maior flexibilidade, pois são várias as possibilidades de transações no ambiente digital, desde processos judiciais a gestão de auditorias.

O compartilhamento de informações requer confidencialidade para que nenhuma informação sigilosa caia nas mãos erradas. Gerenciando as informações no sistema data room virtual o acesso é limitado por login e os níveis de visualização dos usuários são controlados para garantir a segurança de dados.

Com o acompanhamento dos quesitos ambientais na plataforma, o usuário pode definir metas e indicadores para melhor desempenho e alcance da responsabilidade ambiental da empresa, que, como já vimos, é um grande diferencial estratégico. A organização de dados é parte essencial desse processo.

Todo investimento destinado a desenvolver e promover a sustentabilidade é importante e traz retornos satisfatórios para a empresa. Investir em um sistema de organização de dados promove a redução de custos, pois além de evitar a contratação de profissional específico, os custos com manutenção são baixos.

O processo de responsabilidade ambiental de uma empresa conta com organização, agilidade e produtividade relativas ao gerenciamento de informações e documentos. A empresa deve estar preparada para, em caso de um processo de fusões ou aquisições, manter a regularidade perante o governo.

A responsabilidade ambiental é uma tendência necessária e presente em todos os lugares do mundo. Empresas modernas devem estar cientes que esse comportamento é papel essencial para a mudança de hábitos, a promoção da sustentabilidade e até mesmo a formação estratégica do negócio.

É fundamental que empreendedores e gestores sejam visionários e conscientes de que os impactos ambientais das atividades econômicas podem ser reduzidos sem comprometer o lucro — o processo colaborativo com crescimento coletivo possibilita o vislumbre de melhor qualidade de vida para as futuras gerações.

Agora que você já conheceu o que é a responsabilidade ambiental, suas diretrizes, importância para o meio ambiente e para a economia, assine nossa newsletter e receba informações importantíssimas sobre ferramentas de gestão que podem facilitar sua vida e os processos da sua empresa!

Posts relacionados