top of page
  • Foto do escritorDeallink

Tendências de fusões e aquisições na América Latina

Atualizado: 25 de abr.

Estudos feitos nos últimos anos mostram que as atividades de fusões e aquisições permanecerão em alta de 2022 em diante. Isso acontece porque existe uma movimentação e mudanças significativas das empresas, que têm se transformado para atender necessidades.


As mudanças no comportamento dos consumidores têm sido um impulso para que haja alterações necessárias nas atividades de fusão e aquisição, que têm provocado atualizações nas empresas e novas posturas para que prosperem com estes acordos necessários.


Empresas de setores distintos se destacaram no mercado em 2021 e mostraram uma consolidação nesse momento devido a essas práticas. Em especial, vale citar as organizações voltadas para a telecomunicação e tecnologia de modo geral.


Sendo assim, os países da América Latina estão se mostrando cada mais vez promissores nos últimos anos e com esses resultados atuais, as empresas têm impulsionado os seus recursos para expandir os mercados de atuação e atividades.


Esse crescimento em relação às atividades de fusão e aquisição tem se mostrado constante desde os anos de 2018 e 2019 e vem registrando anualmente um avanço. Este avanço vem de algumas práticas, como acordos transfronteiriços e outros.


Entenda mais sobre as tendências de fusão e aquisição na América Latina:


Tendências de fusões e aquisições na América Latina

Diante do cenário atual no mercado, no qual as empresas têm modificado as suas atuações para se adequar às necessidades do consumidor, a prática de fusão e aquisição na América Latina tem aumentado. Espera-se que isso ocorra cada vez mais, de forma gradual.

Esse aumento, de acordo com o que é mostrado através das tendências de estudos e pesquisas, também é influenciado pelo desenvolvimento do comércio de países vizinhos. Outro fator que tem levado ao avanço dessa prática é o fato de que há uma ampliação das políticas reformistas.

Vale mencionar que existe uma forte tendência de crescimento nesse sentido em relação ao setor de energia e recursos naturais. Ele tem atraído cada vez mais investimentos e nos últimos anos tem rendido milhões de dólares. Desse modo, se mostra interessante para as organizações.

Outro setor que se destacou foi o de serviços financeiros. E o Brasil tem se mostrado em destaque em ambos os negócios, assim com o Chile, que se destaca nessas práticas e tem criado fortes alianças com outros países das Américas e da Ásia.

Na América Latina, os setores envolvidos com os recursos naturais e práticas voltadas para eles estão sendo impulsionados cada vez mais no mercado. Com isso, estão crescendo diante de investimentos feitos nos setores de óleo, gás e mineração.


Setores que se mostram tendência em fusão e aquisição

Alguns setores em especial têm se mostrado em destaque diante das práticas de fusão e aquisição na América Latina. Assim, passaram a avançar cada vez mais no mercado.

Desde 2018, o setor de energia e de recursos tem passado por muitas mudanças e praticamente todas contaram com influências de práticas de fusões e aquisições, com valores que passam de US$53 bilhões.

Em todas as pesquisas e levantamentos esse setor se mostrou promissor e cada vez mais em destaque nos países da América Latina. Logo atrás, é possível notar uma tendência muito grande da prática no setor de serviços financeiros, que contou com um número alto de transações, em especial no Brasil.

O Brasil tem se mostrado em destaque nessas práticas de fusão e aquisição, especialmente nos setores de recursos naturais, energia e serviços financeiros. Outro país que o acompanha no topo dessas práticas é o México. Ambos contam com os maiores números de fusões e aquisições, em especial nos ramos de consumo.

No ano de 2021 a indústria de telecomunicações e tecnologia também se destacou no cenário de fusões e aquisições na região. Nessa época, a tendência mostrava que não haveria uma desaceleração no ano seguinte, o que tem sido notado atualmente.

Esse avanço do setor de telecomunicações e tecnologias veio devido ao fato de que novas práticas, como a adoção do 4G ou a Internet das Coisas, tem crescido no mercado cada vez mais.

Por fim, um último setor que apareceu em destaque na América Latina é o de saúde. Isso se mostra através do fato de que ele tem impulsionado as práticas de fusão e aquisição através de prestadores de serviços e de produtos farmacêuticos.


Desafios das fusões e aquisições na América Latina

Mesmo diante dos avanços e das práticas que têm rendido bons resultados para a América Latina em relação às fusões e aquisições, destacando alguns setores como energia, produtos farmacêuticos, serviços de saúde, tecnologia, telecomunicação e outros, é preciso entender o outro lado dessa situação.

Sendo assim, existem muitos desafios a serem superados para que estes bons resultados permaneçam de aparecendo, uma vez que estas são tendências notáveis no mercado. Mas para que consigam obter os resultados desejados com essas práticas, algumas situações precisam ser superadas.

Nesse caso, existe a necessidade de superar questões importantes, como a dependência em excesso dos commodities, e também relativas aos valores do petróleo, que se mostraram nos últimos tempos cada vez mais voláteis.

Essas situações exigem um pouco mais de cuidado porque podem vir a ser preocupantes e poderão causar restrições às atividades de fusão e aquisição, que são desempenhadas atualmente na América Latina.

Portanto, mesmo que as tendências de crescimento e de bons resultados estejam sendo mostradas diante das práticas em questão, é preciso vencer esses obstáculos para que os resultados sejam esperados pelas empresas e setores em destaque.

Mas estes não são os únicos desafios. Outros pontos a serem considerados pelas empresas atualmente dão ênfase em relação à incerteza relativa aos acordos feitos com outros países.

Alguns pontos que devem ser percebidos e entendidos nesse caso para que os acordos e negócios fluam como o esperado, são as preocupações relativas à sustentabilidade, visto que isso, a depender das práticas adotadas, pode gerar um impacto negativo.

Portanto, as tendências são positivas e existe uma perspectiva de sucesso nos investimentos e nas ações na América Latina. Entretanto, alguns cuidados, como os citados, devem ser considerados para vencer essas questões e prosperar nas negociações.

Comments


E-books

CTA_01-1-250x300.png
bottom of page