top of page
  • Foto do escritorDeallink

Saiba quando buscar um aporte para sua empresa

Atualizado: 19 de abr.

Para que uma empresa possa manter suas obrigações financeiras em dia e seus negócios funcionando de maneira ativa e constante, é necessário que ela detenha capital suficiente para cobrir todos os custos exigidos em sua rotina.

A segurança financeira é o que vai manter a empresa ativa no mercado, disputando em pé de igualdade contra seus vários concorrentes, tendo a oportunidade de criar novas soluções que possam chamar mais a atenção de seus consumidores e captar novos.

É para isso que o aporte de capital pode ser tão importante, uma vez que ele é utilizado principalmente para ser uma contribuição ou reforço financeiro para que as atividades possam continuar a ser desenvolvidas e não haja atraso nos negócios.

Porém, essa aplicação deve ser feita em momentos específicos, onde a empresa realmente necessita dessa ajuda financeira para conseguir manter seu empreendimento ativo e evitar prejuízos que podem ser irreversíveis.

Por isso, há uma série de benefícios que esse aporte pode trazer para que os gestores possam manter seu negócio em andamento e conseguir se fortalecer cada vez mais no mercado, buscando novas experiências e alavancando cada vez mais o potencial da empresa.



Quando a empresa deve buscar um aporte?


Como já introduzido anteriormente, uma empresa pode realizar um aporte de capital quando ver necessidade de contar com recursos financeiros extras para conseguir alavancar seus negócios.

Essa obtenção de recursos financeiros usada para alcançar determinado objetivo, é captada por investidores do mercado, existindo mais de uma modalidade. Ele pode ser usado tanto para investimento em novos produtos quanto para pagamento de dívidas.

Isso acontece muito no caso das startups, que não possuem recursos financeiros suficientes em seu começo de atividades para conseguir executar seus negócios, necessitando de uma injeção de recurso financeiro para manter seu crescimento.

Nessa situação, o aporte é um caso essencial de sobrevivência da empresa no mercado. Para isso, ela precisa mostrar a um investidor que esse aporte será um investimento seguro, com grande potencial de retorno e de baixo risco.

Para isso, o papel do setor financeiro da empresa é essencial, já que é ela que será responsável por fazer essa negociação e ter o poder de convencimento necessário para conseguir o aporte tão desejado.


A importância do setor financeiro para o aporte

Essa é uma parte que vale para todas as empresas, não apenas para aquelas que estão começando. Afinal, o setor financeiro sempre foi um dos mais vitais para qualquer área do mercado.

Ele é que carrega a responsabilidade de saber todas as movimentações econômicas das empresas, mantendo os gestores informados sobre os limites da empresa baseados no total de capital que possuem para realizar certos investimentos.

Para que esse porte seja feito com sucesso, o departamento financeiro precisa ser organizado, transparente, com as documentações contábeis em dia e apresentando projeções realista para o futuro da empresa.

Isso tudo demonstra que ela está em um bom caminho, com um futuro promissor e que pode gerar muitas expectativas positivas no mercado, possibilitando um grande retorno financeiro e se tornando um investimento sem riscos.

Ao conseguir demonstrar toda essa estabilidade comercial, o aporte com certeza é certo, já que desperta o interesse de investidores ao perceberem o bom nível da gestão com uma equipe preparada para poder alcançar grandes voos no mercado.


Como a empresa deve buscar esse aporte?

É muito importante que o setor financeiro esteja bem preparado para poder fazer a melhor apresentação possível da empresa para os possíveis investidores, de maneira a deixá-los confiantes em realizar a aplicação de uma grande quantia de dinheiro e não saírem no prejuízo.

Por isso, há uma série de informações que o setor deve apresentar para conseguir convencer os responsáveis pelo futuro aporte a quererem investir naquela determinada empresa.

Entre elas podemos citar:

  1. A análise minuciosa dos documentos da empresa é uma das principais exigências dos investidores. Eles buscam analisar todos os procedimentos realizados pela empresa e também toda a documentação que seja importante para comprovar que ali é um terreno seguro.A avaliação final do investidor passa principalmente pelas documentações e relatórios contábeis, a fim de encontrar qualquer tipo de ameaça ou prejuízo que possa vir a prejudicar seu futuro investimento.Dessa forma, manter a documentação contábil em dia é fundamental para um bom poder de convencimento. É importante que a empresa conte com um departamento financeiro confiável, que seja transparente sobre todas as suas movimentações financeiras;

  2. Os gestores também devem apresentar aos investidores a projeção de crescimento da empresa e como se daria uma aplicação financeira futuramente, observando principalmente sobre a disponibilidade de receita disponível.Isso irá dizer muito se serão projetos dentro da sua realidade, onde não serão cometidos excessos querendo utilizar investimento que estão além da capacidade de possuírem atualmente ou num futuro próximo.Ter coerência com os investimentos é o que permite evitar a desconfiança pelo lado dos investidores e acabar prejudicando toda a negociação que está sendo feita. É necessário que o empreendedor tenha controle sobre o seu negócio e apresente fatos coerentes e fundamentados;

  3. A apresentação da justificativa sobre o pedido do aporte financeiro é um dos principais requisitos para se conseguir o investimento. Afinal de contas, o responsável pelo aporte vai querer saber qual será o fim que seu dinheiro irá levar. O investidor também desejará avaliar se haverá o compromisso por parte da empresa de que seu aporte realmente será utilizado para cumprir todas as metas e projeções apresentadas pelo empreendedor. Dessa forma, é necessário que se mostre exatamente para qual finalidade o aporte será usado. Não apenas isso, mas também demonstrar quais serão os gastos principais, quais os resultados esperados e em quanto tempo se dará a aplicação desse aporte;

  4. Muitas vezes não basta apenas explicar sobre o destino do aporte e a quantia necessária. Muitos investidores desejam saber sobre métricas. Ou seja, eles desejam saber sobre todos os dados e detalhes do que foi apresentado.Assim, os responsáveis pela apresentação das informações devem também saber interpretá-los e entendê-los, assim como saber suas consequências. É necessário ter domínio sobre o que está sendo apresentado, mostrando que o planejamento é coerente e consistente.

Comments


E-books

CTA_01-1-250x300.png
bottom of page