top of page
  • Foto do escritorDeallink

O que esperar das fusões e aquisições no espaço do metaverso?

Atualizado: 26 de abr.

As fusões e aquisições no espaço do metaverso ainda causam diversas dúvidas em quem tem interesse em realizar essas operações. O universo digital ainda é desconhecido, e por isso, causa uma série de dúvidas em empreendedores de todo o mundo.

E justamente por essa questão, resolvemos elaborar um artigo falando mais sobre o que esperar do mundo M&A no metaverso. O cenário se desenha como positivo, porém, é preciso conhecer o terreno em que os investimentos serão feitos.

Para saber o que esperar das fusões e aquisições no espaço do metaverso, confira o artigo a seguir!


Entendendo melhor o que é o metaverso


Antes de adentrarmos na questão das fusões e aquisições, é interessante entender de fato o que é o metaverso. O conceito vem sendo cada vez mais difundido, porém, poucas pessoas conseguem compreender toda a sua complexidade no cenário atual.

Basicamente, o metaverso é a junção de várias tecnologias para se criar um ambiente de interação virtual, semelhante à nossa “vida real”. Para que isso seja possível, é necessário unir realidade aumentada, virtual, criptomoedas, redes sociais, tudo em uma mesma plataforma.

Em todo caso, nesse novo ambiente digital, será possível realizar todas as tarefas feitas fora dele. Ir ao supermercado, cinema, shoppings, entre diversos outros locais, será possível ao se utilizar as tecnologias corretas para isso.

Apesar de estar se popularizando como um conceito em si, apenas atualmente, ele não é novidade dentro do mercado. Existem diversas plataformas que já disponibilizam essa interação mais apurada dentro de um ambiente 100% digital.

Jogos como Fortnite, Minecraft e Roblox, por exemplo, são um tipo de metaverso, afinal, existe interação entre seus usuários, que podem realizar diversas ações na plataforma. O próprio Zoom, ferramenta de videochamadas, também pode ser considerado um metaverso.

No mais, de maneira resumida, podemos dizer que o metaverso é um ambiente digital onde é possível reproduzir a sua vida, de forma completa, na internet. E essa mudança, como você já deve imaginar, irá mexer profundamente com o ambiente corporativo.


Previsão dos investimentos para o metaverso


A movimentação por parte das grandes empresas do mercado já começou a acontecer no metaverso. Companhias que atuam em diferentes nichos iniciaram seus investimentos para se consolidarem nesse ambiente integrado.

Prova disso é que o Fortnite, game extremamente popular entre os mais jovens, já começou a colocar seus planos em prática. O jogo realiza até mesmo shows em sua plataforma, com cantores como Ariana Grande e Travis Scott em seu setlist.

Além disso, conseguiu aporte de 1 US$ bilhão em uma rodada de investimentos realizada em abril de 2021, quando o metaverso parecia uma realidade distante. Os seus planos foram vistos como promissores, e devem ganhar forma nos próximos meses.

Por conta da movimentação de gigantes como a Epic Games, criadora do Fortnite, outras empresas devem seguir o mesmo caminho. A interação entre empresas no meio cria uma série de possibilidades para que esse universo seja mais explorado.

Isso faz com que as moedas virtuais, ainda distantes do público em geral, se tornem mais necessárias do que nunca. Logo, isso deve movimentar o cenário das criptomoedas, que devem ganhar ainda mais evidência graças à popularização do metaverso.

No mais, segundo o que foi divulgado pela Bloomberg Intelligence, a oportunidade de mercado, nesse novo universo digital, pode chegar a cerca de US$ 800 bilhões, equivalente a quase R$ 5 trilhões. É um vasto campo de oportunidades para todos os investidores.

Em todo caso, com o surgimento das NFTs, o cenário se desenha para um uso mais urgente do metaverso. Os tokens, que comprovam que algo realmente pertence àquela pessoa, devem se popularizar com o uso mais frequente desse universo.

Em todo caso, a tecnologia é vista como uma das promissoras do mercado, e por isso, deve influenciar, também, no mundo das fusões e aquisições. Principalmente para as empresas da área da tecnologia, que devem ganhar maior destaque em breve.


O que esperar das fusões e aquisições no metaverso?


Após conferir essa quantidade de informações, basta apenas entender o que esperar das fusões e aquisições no metaverso. Essas operações, como você já deve esperar, devem se popularizar ainda mais nos próximos anos, principalmente no início.

Diversas empresas vão buscar formas de se adequarem a essa novidade, e para isso, devem buscar as empresas de tecnologia como suporte. As empresas menores, em pouco tempo, devem ser adquiridas aos montes, para criarem soluções personalizadas.

Sendo assim, o mercado de fusões e aquisições deve se manter aquecido em todos os nichos do mercado. No entanto, é preciso dar destaque especial para o caso das criptomoedas, moedas que serão utilizadas como ferramenta no metaverso.

Segundo dados divulgados pela TokenData Research, os acordos de M&A já movimentaram alguns bilhões de dólares até o período atual. Além disso, o número de fusões e aquisições, segundo o mesmo levantamento, já ultrapassou o número de 350.

As operações dessa natureza ultrapassaram os US$ 4 bilhões, e a tendência é que esse número se multiplique em breve. Isso porque as empresas estão sempre buscando por quem pode criar as melhores soluções tecnológicas para sua atuação no metaverso.

Empresas que conseguem se destacar nesse meio, trazendo praticidade e segurança, devem movimentar o mercado de fusões e aquisições. E as operações milionárias já começaram a acontecer nesse sentido.

A maior operação já realizada nesse meio foi por parte da Circle, que adquiriu a Poloniex por US$ 400 milhões, a maior compra do meio. No entanto, existem outras operações que também chegaram a valores extremamente altos.

Recentemente, a BK Global Consortium adquiriu a Bithumb por US$ 350 milhões, mostrando que as operações no meio não serão nada baratas. Essa é uma boa oportunidade para empreendedores do ramo tecnológico se destacarem.

Além dessas operações, diversas outras fusões e aquisições acabaram acontecendo nesse sentido. No fim, o que podemos notar é que todas as empresas vão precisar realizar tais operações, afinal, dependem da tecnologia para atuarem no ambiente digital.

As empresas de criptoativos já começaram a trabalhar nesse sentido, e a tendência é que outras operações aconteçam com um maior desenvolvimento do metaverso. No fim, é questão de tempo até que isso se torne ainda mais comum no ambiente em que vivemos.

Comments


E-books

CTA_01-1-250x300.png
bottom of page