Qual o momento certo para fazer um IPO e como realizá-lo?

6 minutos para ler

Você sabe como fazer um IPO de sucesso? Muitas empresas buscam a oferta de ações na bolsa de valores como uma forma de crescerem e buscarem maior reconhecimento da marca. No entanto, esse processo deve ser feito com cuidado, afinal, a companhia se expõe a riscos caso algo de errado ocorra.

Para ajudar a fazer um IPO de qualidade, preparamos o post a seguir. Continue a leitura e veja como fazer a oferta inicial de ações do seu negócio sem riscos!

O que é o IPO?

Sigla para Initial Public Offering (ou Oferta Pública Inicial), o IPO é o primeiro processo de vendas de ações de uma empresa. A partir dele, o negócio se torna uma sociedade anônima. Assim, partes da sua estrutura societária poderão ser negociadas na bolsa de valores.

Uma vez que o IPO for executado, o negócio terá que lidar com uma série de obrigações legais. Elas são voltadas para dar mais transparência para os investimentos e facilitarem a análise do valor de mercado da companhia. Se tudo for feito corretamente, haverá ganhos de competitividade a médio e longo prazo que compensarão todos os esforços necessários para entrar na bolsa.

As vantagens do IPO

O IPO, como apontamos, traz uma série de ganhos para a empresa. Confira os principais a seguir!

Maior margem de lucro

A empresa que realiza a oferta de ações consegue maior competitividade. Afinal, a marca terá maior reconhecimento do seu público-alvo. Ou seja, com uma marca fortalecida, fechar vendas será muito mais fácil.

Ganho de capital para aumentar a oferta de produtos e serviços

Saber como fazer um IPO de sucesso é uma forma de aumentar o capital de giro do negócio. A empresa poderá alavancar recursos para a expansão do seu portfólio de produtos e serviços. Assim, alcançar novos públicos e conseguir elevar os indicadores de venda será muito mais fácil.

Possibilidade de atrair melhores profissionais

O reforço para a confiabilidade da marca que um bom IPO traz não afeta somente a capacidade de a empresa atingir novos clientes. Ele também reforça a visão positiva que profissionais de sucesso têm sobre a marca: a companhia terá um posicionamento mais robusto frente a concorrentes, permitindo que contratações tenham maior nível de sucesso.

Definindo o momento certo

Saber o momento correto para começar a oferta pública de ações é tão importante quanto saber como fazer o IPO. Se o negócio escolhe uma hora inadequada, ele pode ter queda no valor de mercado. Isso prejudica a manutenção das receitas e a busca por novos investidores a médio e longo prazo.

Existem, porém, alguns pontos que ajudam o gestor a validar a abertura de capital na bolsa de valores. Entre os mais importantes, nós podemos apontar:

  • o nível de maturidade da empresa, ou seja, a sua experiência na área;
  • o grau de satisfação dos clientes;
  • o alinhamento da companhia com as tendências e boas práticas de gestão do mercado;
  • a experiência com processos de compliance, governança e gestão de riscos;
  • a existência de sólidos processos de controle e gestão de fraudes.

Esses fatores ajudam o gestor a validar a possibilidade de fazer um IPO de sucesso. Desse modo, a companhia evitará riscos desnecessários e conseguirá uma rápida valorização das suas ações. Ou seja, o retorno sobre o investimento nos passos necessários para executar o IPO serão muito maiores!

Dicas para fazer um IPO para a empresa

Saber como fazer um IPO de sucesso é algo relativamente simples. Veja a seguir alguns passos críticos para não ter problemas nessa hora!

Otimize rotinas internas

A cultura organizacional da empresa deve ser otimizada. Cada time precisa estar alinhado com as principais práticas do setor em que o negócio atua. Assim, o processo de valuation será feito com mais agilidade e um resultado mais atraente para os gestores.

Crie um cronograma

O processo de abertura de capital deve ser feito com um cronograma transparente e robusto. Isso garante que todos os times saberão quando e como executar cada etapa. Assim, você pode validar resultados com mais facilidade e menos risco.

Execute a due diligence

O due diligence é uma etapa crítica para entrar na bolsa de valores. Tradicionalmente executado em processos de fusão e aquisição, ele também pode ser aplicado na abertura de capital. Assim, a empresa consegue dar mais transparência para a sua situação fiscal e evitar que investidores deixem de escolher a companhia para as suas aplicações.

Registre a empresa na CVM

O registro da empresa na Comissão de Valores Mobiliários é um dos momentos mais importantes para a entrada da empresa na bolsa. Sempre garanta que ele seja feito conforme as regras da CVM. Assim, você pode evitar atrasos no seu cronograma.

Faça a oferta pública de ações

A oferta pública de ações deve ser feita sempre por um parceiro especializado. Procure o apoio de uma companhia capaz de identificar a melhor forma de ofertar as suas ações para as pessoas certas. Assim, você conseguirá evitar riscos e atingir um resultado condizente com a situação da companhia.

Realize a listagem na BM&Fbovespa

A listagem na BM&Fbovespa permite que as ações da sua empresa sejam vendidas para terceiros, como fundos de investimento e investidores privados. Assim, os papéis do negócio podem circular pela economia de uma maneira livre e segura. Portanto, não deixe de executar essa rotina.

Busque o apoio de um especialista

Uma boa escolha para fazer um IPO de sucesso é ter o apoio de um especialista. A empresa pode trabalhar ao lado de um serviço de consultoria com experiência na área. Assim, será possível otimizar rotinas, identificar tecnologias aplicáveis e validar dados com segurança e dentro das normas do setor com muito mais facilidade.

Fazer um IPO é um grande passo para muitas empresas. Esse momento envolve muitos riscos e cuidado. Afinal, ele pode comprometer todo o futuro do negócio se for mal-executado.

Por isso, sempre treine os seus profissionais e não deixe de validar as melhores práticas sobre como fazer um IPO. Isso permitirá que a companhia entre na BM&Fbovespa sem correr riscos desnecessários e com o maior retorno possível. Ou seja, você se destacará frente a concorrentes e conseguirá aproveitar todos os benefícios dessa escolha!

Quer saber como ferramentas de compartilhamento de dados auxiliam a sua empresa a ter uma melhor imagem de mercado? Então confira o nosso post sobre o tema!

 

 

 

Posts relacionados